31.10.06

Emoções muito fortes...

Ontem, recebi uma notícia relativa ao meu trabalho, (que eu seria despedida), bastante desagradável para mim, e, de imediato, fiquei furiosa. Pode-se dizer que esbravejei, chorei, fiz ligações intempestivas. Na hora o raciocínio deixou de existir. Havia apenas raiva, frustração e desejo de vingança.
Saí do computador. Nada me interessava: ler, assistir um filme ou algo na tv. Apenas, os pensamentos trazidos pela notícia ficavam girando sem parar em minha cabeça. Fiquei andando em círculos pela casa.
Creio que toda essa energia despendida acabou por me cansar, ainda mais que não estou totalmente recuperada das cirurgias que sofrei. Em torno das 20 horas dormi.
Devo ter dormido umas duas horas mais ou menos.
Quando acordei, comecei a analisar a notícia por ângulos e interpretações diferentes. Puxa, como me senti idiota. O que adiantou tanto desgaste emocional? De que adiantou ser levada apenas por emoções?
Quantas vezes tenho dito a mim mesma que preciso construir uma muralha e depois entrar por uma porta dela para trabalhar com meus sentimentos.
Ainda não sei o que vai acontecer, mas, sei muito bem como agir, pois com calma descobri horizontes totalmente novos. Vou ter aguardar uma semana, mas não será uma semana perdida, mas, uma semana "abrindo janelas".
Esvrevi sobre esse assunto porque por coincidência encontrei na net um texto sobre autocontrole que vou colocar no próximo post.

Um comentário:

Jorge P.G. disse...

Pois é, não adianta chorar sobre leite derramado.
há que levantar cabeça e seguir em frente.
Tenho uma máxima, muito minha, que diz: Tudo o que te acontece é para teu bem. Assim, só há que esperar com calma e cabeça fria.As coisas sempre se arranjam.

Entrei aqui pelo links&sites e agradou-me o aspecto geral do blogue, bem como as matérias tratadas.
Está convidada a visitar um dos meus mundos, começando por aquele que actualizo diariamente : "O Sino da Aldeia" porque avisar é preciso

Um abraço deste professor e um eterno estudante

Jorge de Lisboa