31.10.06

Procurando equilíbrio interior


Numa época de grande intensidade de acontecimentos e de alguma confusão, onde por vezes se tornam claras a malvadez, a inveja, a calúnia ou o império dos sentidos, surgem com frequência a ansiedade, a agitação ou a depressão, quando os problemas parecem mais que as soluções.

Enquanto, como crianças na escola da vida, os homens ainda se ocupam com futilidades e brincam de viver.

Mas, no momento em que param para pensar um pouco, no momento em que de alguma forma se desligam da turbulência do mundo, os homens sempre têm disponível a sua própria serenidade interior. E quanto mais se desligam mais serenam.

E quanto mais serenam mais lúcidos se tornam, relativizando as peripécias do mundo e positivando construtivamente o seu pensamento.

Autor Portela , Luís; Fonte Jornal de Notícias

Um comentário:

Jorge P.G. disse...

Aí está um pouco do que eu falava no comentário ao post anterior.

Energia positiva e auto-confiança são as melhores saídas para uma crise.

Jorge de Lisboa